sábado, 29 de janeiro de 2011

1949 - The Miles Davis & Tadd Dameron Quintet in Paris Festival International de Jazz

Durante toda sua carreira profissional duradoura de 50 anos Miles Davis tocou seu trompete em um lírico introspectivo e estilo melódico muitas vezes empregando um silenciar de fazer o seu som mais pessoal e intimista. Mas se sua abordagem ao seu instrumento foi constante, sua abordagem ao jazz foi protéica. Para analisar sua carreira é preciso analisar a história do jazz a partir de meados dos '40 para o início dos anos 90, uma vez que ele estava na espessura de quase todas as inovações e desenvolvimento estilísticos da música em si esse período que levou muitas vezes ao caminho nessas mudanças, tanto com suas próprias performances e gravações ou por sidemen e colaborador nas forjas das novas direções. Pode-se dizer que até mesmo o jazz parou de evoluir quando Davis não estava lá para lhe empurrar para a frente diz alguns e com mérito. E isso tem origem tanto familiar como no levante de uma nova direção. Davis era o segundo filho de tres irmão (Dorathy, Miles e Vernon) de um cirurgião dentista o Dr. Miles Dewey Davis Jr. a quem Miles não quis copia-lo na profissão e da professor Cleota Mae (Henry) Davis, uma modesta mãe que ajudava no orçamento da familia administrado aulas de musica pra quem pudesse paga. Miles nasceu em Alton - Illinois mas cresceu no leste de St. Louis em uma família de classe média negra onde foi tomando interessado na música durante sua infância até a idade de 12 anos quando começou a ter aulas trompete. Embora ainda no ensino médio, ele começou a tocar para obter empregos em bares locais e aos 16 foi tocar em shows fora da cidade nos fins de semana. Esse registro histórico é um daqueles álbuns do começo da carreira do grande músico em sua asserção nas trilhas do jazz. O esplêndido "With Tadd Dameron in Paris Festival International de Jazz" de 1949 pelo selo CBS/Columbia traduz um Miles ainda encadinhando nas notas do trompete mostrando que Davis era tão capaz de tocar hard como construir bebop na linha de vanguarda como a maioria de seus contemporâneos. Gravado ao vivos nos dias 08 e 15 de maio de 1949 e retirado de um emissora de rádio francês apresenta enormes desafios e os resultados limitados pela dinâmica de freqüência e transmissão AM no original, bem como a má colocação de microfone e acústica. Em 2008 o eng. Andrew Rose restaurou e remasterizou esse trabalho dando uma performasse melhorada do original. Vale como referencia de conhecimento e item de colecionador.

Faixas:
01 - Intro/Rifftide
02 - Good Bait
03 - Don’t Blame Me
04 - Lady Bird
05 - Wahoo
06 - Allen’s Alley
07 - Enbraceable You
08 - Ornithology
09 - All The Things You Are

Musicos:
Miles Davis - Trompete
Tadd Dameron - Piano
James Moody - Sax. Tenor
Barney Spieler - Baixo Acústico
Kenny Clarke - Bateria

The Miles Davis & Tadd Dameron Quintet in Paris
Boa audição - Namastê.

6 comentários:

Anônimo disse...

Prezado Namastê

Nessa postagem o disco NÃO é o "1949 — The Miles Davis & Tadd Dameron Quintet in Paris".
Houve um engano, uma troca, pois o disco que vem quando baixamos é o "Miles Davis — Jazz in the Plaza, 1958".

Dá para consertar isso?

Parabéns pelo teu trabalho e pelo blog, que é sensacional.

Muito obrigado e grande abraço, do Calafa.

BORBOLETAS DE JADE disse...

Anonimo
Grato pela observação. Foi um deslise e graça ao olhos atendo de vossa senhotia acabo de arrumar o download correto.
Obrigado pelas lisonjas do blog que tera mais novidades ainda.

Anônimo disse...

Prezado Nmastê

Muito obrigado pela correção. Já estou baixando. e aguardo as novidades... rsrsrsrs

Grande abraço, do Calafa.

JazzMan! disse...

Nossa, eu nem sabia desse cd. Apesar do humor limitado, onde nem conseguia sorrir para a própria mãe, Miles sabia fazer parceria. Quando puder, poste o álbum dele com o Milt Jackson, uma verdadeira Obra-prima.

Anônimo disse...

Who knows where to download XRumer 5.0 Palladium?
Help, please. All recommend this program to effectively advertise on the Internet, this is the best program!

Augusto Senna disse...

Prezado Namastê,

Um dia escutei a música que persegui durante décadas, era "don't blame me" em duo com o Miles & Tadd em Paris. Então mano por favor (pelo amor de Deus!), conserta esse link...
Ótima pesquisa, excelente busca.
Prestigie o nosso blog também:
http://whatsjazz.blogspot.com

Augusto Senna.