sexta-feira, 22 de julho de 2016

1961 - Dig - Miles Davis ft. Sonny Rollins







Álbum: Dig 
Lançamento: 1961
Selo: Prestige / Blue Note Records
Genero: Hard Bop, Bop, Cool Jazz
Miles Davis – trumpet, Jackie McLean – alto saxophone (on Davis originals only), Sonny Rollins – tenor saxophone, Walter Bishop, Jr. – piano, Tommy Potter – double bass or    Charles Mingus – double bass (on "Conception" only) & Art Blakey – drums. Recorded October 5, 1951 at Apex Studio, New York

1961 - Dig - Miles Davis ft. Sonny Rollins







Álbum: Dig 
Lançamento: 1961
Selo: Prestige / Blue Note Records
Genero: Hard Bop, Bop, Cool Jazz
Miles Davis – trumpet, Jackie McLean – alto saxophone (on Davis originals only), Sonny Rollins – tenor saxophone, Walter Bishop, Jr. – piano, Tommy Potter – double bass or    Charles Mingus – double bass (on "Conception" only) & Art Blakey – drums. Recorded October 5, 1951 at Apex Studio, New York

domingo, 5 de junho de 2016

Billie Holiday - Love Me or Leave Me (Okeh Records 1941)

Billie Holiday (vc), Emmett Berry (tp), Jimmy Hamilton (cl) & (ts), Hymie Schertzer (as), Babe Russin (ts), Teddy Wilson (p), Albert Casey (g), John Williams (b), and J C Heard (ds). Record August 7, 1941 - Okeh Records (31004-1)

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Perfil: Monk

"É sempre noite, ou não teríamos necessidade de luz"

quarta-feira, 18 de maio de 2016

Jazz na linha do tempo

“No palco, Tony fazia solos enormes que pareciam Jazz. Quer dizer: Jazz num show do Black Sabbath - ridículo. Eu ficava olhando do lado do palco, rangendo os dentes” 
  Ozzy Osbourne

sábado, 26 de março de 2016

2013- Mulligan Meets Monk - Thelonious Monk & Gerry Mulligan

Artista: Thelonious Monk & Gerry Mulligan
 Álbum: Mulligan Meets Monk
Lançamento: 2013
Selo: Original Jazz Classics
Gênero: Jazz, Bop, Cool Jazz
 01 - 'Round Midnight
Thelonious Monk – piano, Gerry Mulligan – baritone saxophone, Wilbur Ware – double
bass & Shadow Wilson. Recorded August 12–13, 1957, Reeves Sound Studios, New
York City
Boa audição - Namastê

quinta-feira, 17 de março de 2016

O imortal Anjo Negro



Eu sei o que eu fiz para a música, mas não me chame de lenda. 
Apenas me chame de Miles Davis.
Miles Davis

domingo, 28 de fevereiro de 2016

Oito décadas de Village Vanguard

 O lendário clube de jazz VILLAGE VANGUARD em New York completou 81 anos de existência com celebrações incluindo um grande desfile de músicos de jazz contemporâneos. O clube, localizado na Sétima Avenida Sul de Nova York, foi fundado em 22 de fevereiro, 1935 por Max Gordon (que faleceu em 1989), mas no começo se faziam recitais de poesia e algumas formas de música, especialmente "popular". Era um ponto de encontro e um fórum para artistas, boêmios, intelectuais, poetas e músicos em um período em que ao Gordon foi negada uma licença de cabaré especial. Com o passar do tempo conseguiu superar as dificuldades e começou a apresentar vários tipos de música, incluindo jazz, com artistas como Ben Webster, Sidney Bechet e Mary Lou Williams. Mas só foi em 1957 que Max decidiu transformá-lo em um clube exclusivo de jazz. Assim, ele começou a contratar músicos como Miles Davis, Thelonious Monk, Horace Silver, Gerry Mulligan, The Modern Jazz Quartet, Anita O'Day, Charlie Mingus, Dexter Gordon, Bill Evans, Stan Getz, Freddie Hubbard, Carmen McRae, etc., tornando-se um dos principais centros de jazz de Nova York e do mundo. A famosa orquestra de Thad Jones-Mel Lewis, eventualmente se tornou a Vanguard Jazz Orchestra e atuou de 1966 a 1990, todas às segundas-feiras.  O clube continuou regularmente por onde passaram centenas de músicos de jazz famosos, muitos dos quais têm lá gravadas suas performances para transformá-las em álbuns "Live at Village Vanguard". Max Gordon morreu em 1989. No dia seguinte, sua viúva, Lorraine Gordon fechou o clube. Mas um dia depois foi reaberto e o clube está em funcionamento desde então com sessões ininterruptas e inalteradas até hoje. Esse era o desejo de seu marido e de todos os paroquianos jazzistas e jazzófilos. (adaptado de Noticias de Jazz de Pablo Aguirre)



quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

1995 - Jazz & Blues collection (1938) - Ella Fitzgerald

Artista: Ella Fitzgerald
 Algum: Jazz & Blues Collection
Lançamento: 1995
Selo: Editions Atlas
Gênero: Jazz, Vocal Jazz

Vocals- Ella Fitzgerald, Trumpet-Taft jordan, Trombone- Sandy Williams, Clarinet- Pete Clark, Tenor+Baritone Sax-Tommy Fulford, Piano-Guitar- John Trueheart, Bass- Beverley Peer, Drums- Chick Webb. Recorded  1938
Boa audição - Namastê

sábado, 13 de fevereiro de 2016

Making-of 'A Love Supreme' by Chuck Stewart




McCoy Tyner, Archie Shepp, John Coltrane and Bob Thiele, 10 December 1964

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Mr. Trane

"Deus respira plenamente por meio de nós, tão 
suavemente que nem sentimos"
John Coltrane

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

2010 - Live-Evil - Miles Davis (Original Columbia Jazz Classics Remaster 1971)


Artista: Miles Davis
Álbum: Live-Evil (Remaster)
Lançamento: 2010 (1971)
Selo: Columbia, Legacy
Gênero: Jazz / Fusion / Jazz Rock / Jazz Funk
 Dates & Personnel:
February 6, 1970 (a): Miles Davis (tpt); Wayne Shorter (ss); John McLaughlin (el-g); Chick Corea (el-p); Joe Zawinul (el-p); Dave Holland (b); Khalil Balakrishna (el-sitar); Jack DeJohnette (d); Billy Cobham (d); Airto Moreira (perc), Columbia Studio B, NYC
June 3, 1970 (b): Miles Davis (tpt); Steve Grossman (ss); Chick Corea (el-p); Herbie Hancock (el-p); Keith Jarrett (org); Ron Carter (b); Jack DeJohnette (d); Airto Moreira (perc); Hermeto
Pascoal (d, voc), Columbia Studio B, NYC
June 4, 1970 (c): Miles Davis (tpt); Steve Grossman (ss); John McLaughlin (el-g); Herbie Hancock (el-p); Chick Corea (el-p); Keith Jarrett (org); Dave Holland (b, el-b); Jack DeJohnette (d); Airto Moreira (perc); Hermeto Pascoal (d, voc, whistling, el-p) Columbia Studio B, NYC
December 19, 1970 (d): Miles Davis (tpt); Gary Bartz (ss, as); John McLaughlin (el-g); Keith Jarrett (el-p, org); Michael Henderson (el-b); Jack DeJohnette (d); Airto Moreira (perc, voc); Conrad Roberts (narr), The Cellar Door, Washington, D.C.

Boa audição - Namastê

sábado, 23 de janeiro de 2016

2013 - Thelonious Monk in Paris 1969 - Thelonious Monk

Artista: Thelonious Monk
Álbum: Paris 1969
Lançamento: 2013
Selo: Blue Note
Gênero: Jazz, Bebop, Hard bop
Personnel:
Thelonious Monk - Composer, Piano, Primary Artist; Charlie Rouse - tenor sax; 
Nate Hygelund - bass; Paris Wright - drums & Philly Joe Jones - drums (11)
Recording, December 15, 1969


Boa audição - Namastê

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Thelonious Monk 'O Monge Louco Do Piano'

 'Thelonious Monk, sua mulher Nellie e John Coltrane'
Quem ouve um integrante de uma banda ou orquestra contar “um, dois, três, quatro” antes de começar a tocar uma canção tem uma pequena pista da arquitetura numérica que envolve uma peça musical. Uma estrutura ao mesmo tempo rígida e natural, da qual o jazzista americano Thelonious Monk (1917 – 1982) foi um dos grande mestres e ele mesmo resumiu esse aspecto: “Todos os músicos são, subconscientemente matemáticos”. Pianista e compositor, Monk é um dos símbolos do jazz, vertente que, de sua parte, é um dos símbolos da música norte-americana. Alguns dos temas mais conhecidos do gênero, como Round Midnight, Blue Monk e Epistrophy, levam a assinatura do músico, considerado um instrumentista inovador. Ao piano, tinha um estilo percussivo, explorava as dissonâncias e as pausas, eventualmente deixava o instrumento para ir dançar no meio de uma música. Nascido (há exatos 99 anos) na Carolina do Norte, Monk e sua família logo foram morar em Nova York, onde o garoto começou a tocar piano ainda aos seis anos e onde tornou-se músico de jazz. Uma rica trajetória, que rendeu dezenas de álbuns e colaborações com outros ídolos, como Miles Davis, Art Blakey e Sonny Rollins. O jazz em sua melhor forma. 
Boa leitura - Namastê

domingo, 13 de dezembro de 2015

2015 - Lady In Satin (The Centennial Edition) - Billie Holiday With Ray Ellis And His Orchestra

Artista: Billie Holiday
Álbum: Lady In Satin (The Centennial Edition)
Lançamento: 2015
Selo: Columbia / Legacy / Sony Music Records
Gênero: Jazz, Vocal Jazz
Billie's Holiday (Vocal), Mel Davis, Bernie Glow (trumpet) Urbie Green (trombone) Gene Quill (alto saxophone) Hank Jones (piano) Barry Galbraith (guitar) Milt Hinton (bass) Osie Johnson (drums), Ray Ellies (arranger, conductor) unidentified strings, harp, vocal choir, and others. Recorded in New York City, February 18, 1958. (Columbia Records)
Boa audição - Namastê

quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

As Muitas Faces de Billie Holiday - Documentário

"Ninguém canta como eu a palavra 'fome' ou a palavra 'amor'. Sem dúvida porque eu sei o que há por trás destas palavras"
Negra, pobre, prostituída, a vida instável levada entre reformatórios e cabarés, das ruas do Harlem até as casas de espetáculos mais prestigiadas do planeta, entre a pobreza, fome, o sucesso arrebatador e a consolidação como "a melhor de todos os tempos". Em cada canção há uma mistura sutil de diferentes estados de alma. Billie nunca está totalmente alegre, inteiramente amorosa ou completamente abandonada. Sua verdade é bem mais complexa.
  Billie Holiday - 1915 ∞ 1959

sexta-feira, 27 de novembro de 2015

1995 - Lady Sings the Blues - Billie Holiday

Gênero: Jazz, Vocal Jazz
Lançamento: 1995
Selo: Verve Records (PolyGram Records, Inc)


Boa audição - Namastê

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Billie - A dama canta o blues

 Billie Holiday, early 1950’s by Phil Stern

 Billie Holiday by Herman Leonard

 Billie Holiday, 1958 by Burt Goldblatt

Billie Holiday, 1939 by Gilles Petard

Billie Holiday, 1949 by Herman Leonard

Billie Holiday by Michael Ochs

quarta-feira, 28 de outubro de 2015

1961 - Workout - Hank Mobley

Artista: Hank Mobley
Álbum: Workout
Lançamento: 1961
Selo: Blue Note Records
Gênero: Jazz, Hard Bop

Hank Mobley - tenor sax, Grant Green - guitar, Wynton Kelly - piano, Paul Chambers - bass & Philly Joe Jones - drums. Recorded March 26, 1961 at Rudy Van Gelder Studio in Englewood Cliffs, NJ.


Boa audição - Namastê